domingo, 10 de março de 2013

ARRAIAL, EU E VOCÊ


Tanto mar,
Tanto amor,
Tanto calor,
Tanto verão...
Eu,
Você,
Arraial do  Cabo...
Mar azul,
Areia de maisena,
Imagens de cartão postal...
Vamos fotografar?
Mas paisagens?
Eu prefiro fotos de onde estive!
Por que?
Para guardar na memória...
O balanço do barco,
Acariciando a nossa calma.
O vento refrescando nosso calor.
O toque suave da água,
Apaziguando o desejo.
Por favor, estou com medo!
Chegue mais perto!
Me aconchegue!
Posso te beijar?
Não posso te tocar,
Senão meu corpo vai incendiar,
Não consigo disfarçar!
Eu entendo!
Mas perto de você,
Fica difícil me conter...
Eu,
Você,
Arraial...
Momentos assim,
A vida há de fazer ficar!
Amor assim,
É grande demais para desperdiçar...

4 comentários:

  1. Colégio Municipal Dermeval Barbosa Moreira
    Nova Friburgo,
    Aluno (a): Turma: Série:

    Disciplina: Língua Portuguesa

    Professor: Jander Antonio Sá de Araújo.
    ATIVIDADE DE FIXAÇÃO
    I – Leia o texto base da autora Rosivar Marra Leite a seguir e faça o que se pede:
    ARRAIAL, EU E VOCÊ
    II – Exploração lítero-textual:
    1)- O texto que você acabou de ler é um poema por conter versos e não existir parágrafos. Verso é cada uma das linhas que constituem uma estrofe num poema. Quantos versos há no poema de Rosivar Marra Leite?
    2)- Por definição, designação comum do Paraíso é um lugar utópico onde se vive harmonicamente e sem conflitos. Qual é o paraíso mencionado no texto “Arraial, eu e você”?
    3)- Há um encontro entre duas pessoas num local paradisíaco para confirmar o que sente o eu-lírico. Que sentimentos perpassam na mente do eu-lírico no poema?
    4)- Como a autora descreve as cenas de Arraial – local predestinado ao encontro dos enamorados?
    5)- Há muitas frases como a apresentada no dia a dia: "te telefono", "te amo", "te pego mais tarde", entre outras; que muitos falam de forma corriqueira, na linguagem coloquial. O problema de todas elas é a colocação pronominal, pois não se pode começar frase com pronome oblíquo átono (me, te, se, o, a, lhe, nos, vos, os, as, lhes). Retire do texto a frase que se inicia com pronome oblíquo átono e corrija-a de acordo com a norma culta padrão da língua portuguesa.
    6)- Classifique os pronomes destacados na poesia.
    7)- Retire do poema uma locução adjetiva que caracteriza areia.
    8)- Retire dois adjetivos: 9)- Qual é o local paradisíaco de que se trata o poema de Rosivar Marra Leite?
    10)- Identifique se os vocábulos o, a, os, as sejam pronomes oblíquos ou artigo definido nas sentenças a seguir:
    a)- Ele viajou com a namorada para Arraial do Cabo.
    b)- Levei-a comigo para uma grande viagem.
    c)- Trouxe-os comigo para ir ao cinema.
    d)- Os enamorados deitaram na areia de maisena.
    e)- Eu as encontrei no quiosque da praia.
    f)- O casal era bastante apaixonado pela vida artística.
    g)- As crianças e os adolescentes choramingavam sentados na calçada.
    h)- Nós o achamos incrível para resolver problemas matemáticos.
    11)- Reescreva cada uma das frases a seguir, substituindo os termos destacados por um pronome pessoal oblíquo átono:
    a)- Enviaram doces às crianças pobres do orfanato.
    b)- Enviaram doces às crianças pobres do orfanato.
    c)- Doaram roupas ao orfanato.
    d)- Doaram roupas ao orfanato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico imensamente entusiasmada em ver minha obra assim aproveitada...
      Obrigada, professor Jander Araújo.

      Excluir
  2. "É o amor..."
    Fabricia

    ResponderExcluir