quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

FELICIDADE JUNTOS



O tempo foi fiel a mim
Esperei nem sempre paciente
Muitas vezes quase fraquejei
Mas nada pode ser maior que o amor sentido
Olho seus olhos azuis me olhando com ternura
Sinto suas mãos fortes acariciando meus cabelos
Seu beijo molhado desperta meu desejo
Nossos corpos unidos num mesmo ritmo intenso
De movimentos quentes que incendeiam 
O clima montanhoso produzido pelo ar condicionado
Enquanto lá fora o verão enlouquece os passantes
Depois de tudo
Deitar no seu peito
Conversar por horas 
E como gostamos de conversar nossas conversas
Nesse instante sentimos a perfeição de nós dois
Constatamos que somos inseparáveis
Que juntos temos muito
Que se estamos pertinho
Somos simplesmente felizes... 


Para: Julio Cesar

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

SÓ VOCÊ PODE



Acredito no seu amor
Confio nas suas palavras
Anseio receber a notícia tão adiada
Confesso que temi estar enganada
Mas me segurei na minha convicção 
De que nosso sentimento é real
Grande demais
Por isso resisti 
Tive forças
Lutei até contra a mim mesma
Então, não demore para aplacar minha aflição
Só você pode
Só você tem o remédio
Para curar o meu desespero
Me dê a notícia que espero
Não demore
Porque minha alma anda doída
Traga a luz de que ela tanto necessita
Só você pode...


terça-feira, 11 de dezembro de 2012

NÃO MINTA

Hoje percebi que mentir só serve para criar abismos entre as pessoas.
Não minta!
Nem mesmo quando achar que a mentira vai me poupar preocupação.
Mentir nunca é bom, mas mentir para quem se ama é um erro que pode ser fatal.
Não minta!
Pois só com a verdade inteira, mesmo que dolorida, vai deixar de alimentar o monstro da distância criado pela mentira.
Se me ama, não minta!
A verdade dá força ao amor, induz segurança, imprime energia e garante a sobrevivência do que realmente vale a pena.
A verdade é sempre justa e é para os que amam necessidade sublime.
Então, meu amor, não minta para mim.
Tenho muita compreensão a te oferecer, mas simplesmente, não minta...


quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

FORMATURA

"Nem sempre se pode sonhar

Com aquilo que não se pode ter


Mas que regra mais idiota


Pois quando a gente sonha


É exatamente com o que não temos


E quase sempre com o que mais queremos"

                                    (Biquini Cavadão)
 
Sonhe sempre


Sonhe com o possível


E com o idealizado


Busque em cada esquina


A virtude de ter tentado


Nada mais interessa


Do que o objetivo traçado


Passos firmes sempre


Rumo ao sonho


Um dia dirá feliz:


Tentei,


Se consegui não importa


O importante foi ter tentado...



domingo, 2 de dezembro de 2012

SOU ASSIM...

Andei a esmo
E por algum tempo senti a solidão do mundo
Passos firmes
Em ruas estranhas
Quando me dei conta
Me senti outra vez forte
Olhei minha imagem refletida
Vi uma mulher bonita
Independente
Que sabe exatamente o que quer
Me senti novamente confiante
Sou inteira de novo
Vivo como minha consciência permite
Me permito escolhas 
Certas ou erradas
Faz parte do caminho
Se me quiser
Sou assim:
Livre,
Bem-humorada,
De caráter firme,
Com os pés no chão,
E a cabeça nas nuvens,
Não sei mentir,
Não sei fingir,
Não consigo magoar a quem amo,
Sou só uma mulher como outra qualquer,
Nada mais que isso...


terça-feira, 27 de novembro de 2012

SIMPLES ASSIM



O amor verdadeiro insiste


Não abre mão



Mas respeita o espaço do outro



O verdadeiro amor confia



Não duvida



Mas entende a dúvida do outro



O amor verdadeiro resiste



Não se desgasta



Mas compreende a irritação do dia a dia



O verdadeiro amor ajuda



Não desampara



Mas entende que o outro nem sempre está disponível



Amar verdadeiramente é assim



Simplesmente dar aquilo que o outro 



Nem mesmo ousou pedir...

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

SONO

Por que fingir dormir?
Velo seu sono
Escuto seu forçado ronco
Por que fingir dormir?
Evita encarar meu rosto
Não quer ver meus olhos vermelhos
Minha face molhada
Pela dor do seu desamparo
Dei o melhor e mais puro
Cerquei de carinhos e doçura
O que recebi
Apenas desprezo
Fui ingênua
Acreditei que o sonho fosse possível
Errei
Um erro sem conserto
Porque amei bem mais que planejei
Por que fingir dormir
O sono dos inocentes
Se em seu peito carrega
Toda a culpa por não ter coragem?
Nada pedi
Nada exigi
Apenas 
Que me amasse
Mas não foi capaz 
Por isso finge dormir?
Velo seu sono
Escuto seu ronco forçado
Não precisa mais fingir
Bato eu em retirada
Um dia quando num instante fulgaz
Minha lembrança teimar em sua mente
Simplesmente ignore
Como ignorei seu sono covarde
Fui apenas ingênua
Mas amei de verdade...

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

CONSTATAÇÃO

Como é difícil depois de tanta luta
Admitir que talvez tenha fracassado
Fiz concessões jamais feitas outrora
Expus meu eu como jamais pensei possível
Disse palavras nunca antes proferidas
Confessei verdades escondidas
Senti um sentimento jamais antes sentido
Sentimento tão grande esse
Que me fez capaz de não ter medo
Ignorei todas as barreiras
E assim fui feliz
E muito mesmo feliz...
Ao seu lado encontrei o amor
Mas a paz que tanto necessito
Tu encontras em pequeninos braços
Que não forjaram-se em meu ventre
Sentimento tão grande esse
Que me faz correr o risco de me partir ao meio
Que faz de mim seu anjo protetor
A ti só bem quero
Então tome a  decisão já tão protelada
Mas não esqueça jamais nessa vida
De que ao seu lado sou feliz
E muito mesmo feliz...

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

AINDA


Acabei de ver um filme lindo e, fico pensando no amor e na saudade.
Quantos tipos de amor existem?
Podemos amar de forma tão diferente?
Por que mesmo acompanhados por vezes nos sentimos sozinhos?
A gente só sente saudade na ausência?

Estranho como faço tantas perguntas.
Talvez seja a forma de ocultar as minhas dúvidas.

Ainda me ama?
Cansou de mim?

Ando muito presente...
Preciso me afastar...
Talvez assim a saudade o faça me buscar...

Ainda me ama?
Cansou de mim?

Então será a sua vez de me perguntar...

quinta-feira, 19 de julho de 2012

PENEDO

O fogo cheira
Sua e soa
Na lareira do quarto
A alma sonha 
Canta e dança 
No fim de tarde
Momentos como esse
Deveriam durar para sempre
O néctar do vinho
Cheira e aquece
Faz o toque das palavras
Suaves e cadenciados
O azul e o negro
Se olham em perfeição
Momentos como esse
Deveriam durar para sempre
Onde estava esse amor
Que demorou
Mas ainda bem que chegou
Em paz
Enfim
Lágrimas teimam
Leves e alegres
Em hidratar minha face
No ritmo da música
Que apenas cai
Com a noite que chega
Escura e fria
Momentos assim
Deveriam ser para sempre
Simples assim...





terça-feira, 10 de julho de 2012

AMOR PERSISTENTE


Hoje meus pés tocam a terra firme
Muitos dias se passaram,
Eu ao relento
Ao Sol
À chuva
Muitas vezes com lágrimas abafadas,
Resisti!
Enfrentei cada obstáculo
Não caí com os tropeços,
Lutei minhas batalhas
Encarei meus medos,
Resisti!              
Um sentimento estranho
Toma conta de mim,
Uma certeza de que meu tempo é agora
Não quero mais esperar,
Para comemorar
A felicidade conquistada,
A cada toque
A cada olhar
A cada verso,
Resisti!
E assim
Muitos dias se passaram,
O  amor enfim venceu!


terça-feira, 5 de junho de 2012

LUTA


O amor que sinto me dá coragem para enfrentar os obstáculos. 
Tenho conseguido nadar contra a corrente, sou persistente, luto com todas as minhas forças.
Nada me afasta desse amor.
Estou dia a dia buscando na luta, a paz e, por isso sigo em frente.
Difícil, não nego.
Lágrimas descem num movimento às vezes lento, outras tempestuoso.
Dolorido, confesso.
Mas nada pode ser maior que o olhar de quem me ama.
Nada pode ser mais doce do que o afago em meus cabelos.
Nada pode ser mais forte do que o abraço de saudade.
Nada mais perfeito do que nosso beijo.
Quando ele se diz vulnerável, meu coração dói.
Quando seu humor está alterado, minha alma geme em silêncio.
Quando ele se esquece, meu sentimento chora.
Rezo para que eu não esmoreça.
Para que o amor que sinto resista.
Para que nada nos impeça, nem mesmo nós mesmos...


quarta-feira, 30 de maio de 2012

MENTIRA X VERDADE

Meu coração bate meio descompensado
Palavras tortas
Gente maléfica


Ousam importunar minha paz
Com afirmativas insanas no face
Que é o abrigo virtual para mentiras deslavadas
Postam fotos antigas
Professam palavras sem verdade
Tudo isso para manipular fatos
O que realmente importa é a verdade
Mesmo  os que me odeiam
Apesar de todos os faces 


São obrigados a admitir
Que a camisa da foto é muito antiga
Que as palavras não são mais que mentiras mortas
Então cabe a mim
De cabeça erguida
Continuar a viver a minha vida
Porque  calúnias não me interessam
Minha alma está em paz... 



sábado, 11 de fevereiro de 2012

ONTEM

Ontem a noite fui feliz
Nosso olhar que desnudava a alma
Nossas mãos delicadas desnudando o corpo
Nosso beijo entregue ao nosso desejo
E depois nossos corpos dentro
Sentindo o prazer da entrega
Um carinho se apossou dos movimentos
Que se tornaram lentos
Num frenesi que nos fez eternos
Simultaneamente carícias na face
Éramos um só
Numa mesma cadência
De gemidos de pureza quase angelical
Era bem mais que sexo
Era  amor apenas
De repente o líquido da vida jorra
Misturando-se ao molhado da profundeza 
Nos mantemos unidos
Retemos nossos gozos dentro
Tentando eternizar o instante
Calmamente os batimentos voltam ao seu ritmo natural
Impossível nos mantermos dentro
Um deslize e a cachoeira inunda o lençol
Permanecemos  inertes
Um adormece sobre o outro
Não queremos sair dali
E a perfeição daquele momento
Perpetuar-se-á em nossa história para sempre
Foi mais que sexo
Em nós habita a certeza de que
Era bem mais que sexo
Era amor apenas...

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

QUEM SABE UM DIA PARIS


Hoje abri um email com imagens de cidades da Europa. Tantos lugares para conhecer, a maioria deles jamais chegarei a pisar. Uma tristeza se apossou de mim. Estranho como tudo pode mudar de repente. Lembrei que durante anos imaginei nunca ver a neve e, quando esse sonho realizei, disse para mim mesma que depois disso poderia morrer em paz. Engano, a cada dia outros planos, mais lugares a conhecer. 
Tenho a sensação de que os melhores lugares estão dentro de nós mesmos, são os sentimentos que carregamos bem guardados. Eu, vista por muitos como uma pessoa racional e fria, guardo comigo uma outra faceta que é a real, como diz o poeta "sou um poço de sensibilidade". 
Durante anos tive tanto medo e esse medo me paralisou, então foi para escondê-lo que vesti a capa da racionalidade. Às vezes, quando o desespero é grande ainda recorro a ela. Os que me conhecem de fato sabem que sinto imensamente, tudo é muito intenso, amor, bem-querer, desejo, tudo se confunde em mim e dessa vez me entreguei, venci o medo, quis ir a Paris, tomar café olhando a Torre Eiffel, assumi riscos jamais imaginados antes.
Hoje, olhando para mim, um medo doce aparece, não sei ser diferente. Lembro as palavras da amiga, "você é um cristal, cuidado!". Sei que ela tem razão, afinal me conhece bastante para saber que não sou forte, não sou racional, não lido bem com alguns sentimentos, mas não há mais nada a se fazer. 
Agora, só me resta tentar manter a lucidez e seguir em frente, quem sabe Paris ainda aconteça para mim.

domingo, 5 de fevereiro de 2012

SENTIDOS


Dia de muito sol na minha cidade. A vida aqui passa às margens do Paraíba, nosso rio cor de doce de leite, ontem almocei num restaurante olhando suas águas caminharem tranquilas, de certa forma estava mais confiante e mais calma também. 
Tenho uma vida repleta de pressa e aproveito esses momentos para acalmar minha alma. Na semana que passou trabalhei exaustivamente, organizando as tarefas após um breve período de férias, sempre passa muito rápido o  descanso, o tempo teima em me lançar ao labor. Decidi ser mais tolerante e falar bem menos, delegar, esse será o meu verbo. Preciso aprender a não me cobrar a responsabilidade integral no trabalho em equipe, tenho necessidade de aprender a dividir.
Aqui em minha casa, está tudo mais tranquilo também, visita em casa é ótimo para estabelecer a união da família. Minha mãe está tão cortês, minha irmã tão bem humorada, estou num paraíso artificial, espero que a bem aventurança permaneça por alguns dias.
Passa das duas horas e, meu estômago agora dá os primeiros  sinais de fome. A mesa está posta na sala e chega ao meu olfato o cheiro agradável da comida. Aguardo um pouco mais para satisfazer a necessidade do paladar, enquanto espero com uma leve ansiedade o meu celular tocar.
Um sentido ainda aguarda para ser despertado, a audição,que  insiste em querer ouvir a voz dele, falando palavras doces e incentivando minha vontade de tê-lo mais uma vez.
Assim, interrompo a minha escrita, com os chamados para sentar-me à mesa e deliciar-me com os sabores, mas meu coração meio aflito teima em buscar ouvi-lo, então só me cabe comer e esperar o celular tocar.

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

CAMA

HOJE A CHUVA CAI SEM TRÉGUA
A CAMA É NOSSO REFÚGIO
SEU PEITO NU
SUAS COSTAS ARRANHANDO MINHAS UNHAS
SEU GOSTO DE GIGARRO E CERVEJA
MEU CORPO SEMPRE TE BUSCANDO
TENHA  MEDO NÃO DO MEU ATAQUE FATAL
É SÓ  O MEU DESEJO
QUERENDO TÊ-LO  DENTRO
GEMENDO
SUANDO
INUNDANDO
BEM MAIS QUE A ÁGUA
QUE SÃO PEDRO MANDA...


NÃO POSSO NEGAR
QUE ANA CAROLINA
TOCANDO NO DVD
AUMENTA MINHA VONTADE
DE MAIS UMA VEZ SENTIR
NOSSO AMOR JORRAR...


 A CHUVA CAI
E SÓ O QUE ME INTERESSA
É  TÊ-LO MAIS UMA VEZ
QUENTE
DENTRO
APENAS DENTRO
DE MIM...


sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

PRECISO TANTO DE VOCÊ


Eu preciso tanto de você
Conversar nossas conversas
Ser envolvida no nosso abraço
Tocar o toque das nossas mãos
Sentir que você é meu
E que nosso amor é mais forte que tudo
Eu preciso tanto de você
Sonhando nossos sonhos
Falando nossos planos
Dizendo o quanto me ama
Sentir que você é meu
E que nosso amor é mais forte que tudo
Eu preciso tanto de você
Como nunca antes precisei de ninguém
Só sua presença me acalma
Só o seu olhar me equilibra
Só sua voz me acalenta
Sem você tenho medo
O mundo me assusta
Minha paz fica perdida
Eu preciso de você
Porque sem você
Não consigo mais viver...

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

MEDO DO FUTURO


Não é possível alterar o passado, tudo que fizemos, nossas escolhas certas ou erradas, os fracassos, os sucessos, as dores que nos queimaram o peito. Talvez se pudéssemos voltar, faríamos exatamente a mesma coisa. Não há como saber.
Naquela época éramos pessoas diferentes, afinal era um outro tempo.
O que realmente importa é como olhamos para nosso passado, se as lembranças nos impedem de seguir em frente, aí sim temos um problema. Afinal, cada um de nós tem uma história e, na maioria das vezes só nós mesmos a conhecemos. Nosso passado não determina nosso futuro, mas sim as escolhas que fazemos hoje.
O que precisamos é lutar para não cometer os mesmos erros. É imprescindível nos perdoarmos, aceitar que há coisas que não podemos mudar, ficaram lá atrás, apesar de ainda terem consequências em nosso presente, não podem determiná-lo.
Nosso momento é agora, em nossa vida não cabem ensaios, e jamais sabemos quanto tempo ainda temos pela frente.
Na verdade quando ficamos presos ao nosso passado, não é que tenhamos medo do futuro, mas sim das escolhas que estamos fazendo agora.
Tive muito medo de errar, carreguei culpas reais e imaginárias, me cobrei demais, não conseguia me livrar do peso do passado, tinha tanta insegurança que preferia não tentar, assim me tornei apenas uma observadora da minha própria vida. Foi um tempo perdido e principalmente dolorido.
Às vezes, tenho recaídas, um medo grande do futuro me invade, tornando meu estômago revirado e minhas mãos suadas e frias. Acho que com todo mundo é assim.
Respiro profundamente e olho para frente, com a certeza de que o amor me guia, se errar, cair, me machucar, tentei. 
Então, sigo em frente, carregando um sorriso no rosto e um friozinho bem escondido no estômago.

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

IMPOTÊNCIA


Hoje me sinto impotente
Difícil aceitar que não tenho poder para diminuir o seu sofrimento 
Ver quem amo sofrer a dor da saudade, sendo alvo de injustiças e nada poder fazer
Fico tentando falar amenidades, converso sobre  futilidades, faço piadas para tirar o foco da dor
Toco no assunto com cuidado para não ser invasiva
Escuto controlando minhas opiniões
Ofereço minha presença, você recusa
Aí sim, dói mais...
Queria estar mais perto
Tento entender porque me pareço com você
Sei que nesse momento prefere a solidão
Então fico aqui a sua disposição
Só queria que soubesse
Que basta ligar, passar torpedo, enviar email ou mesmo mandar um sinal de fumaça, que vou
A hora que quiser
Basta apenas chamar
Que vou cuidar de você...