quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

PRAZER NA NOITE


Na noite alta
Sinto o ser rígido e tenso a roçar em mim
Num movimento rápido
Tenho o peso dele sobre meu corpo
A mão investe contra o tecido delicado da vestimenta íntima
Quando finalmente nada mais o impede
Ele força a sua entrada no ímpeto de não poder esperar
Lentamente eu o aceito em mim
As palavras "Eu te amo"
Ditas repetidas vezes
Quase em desespero
Num movimento incontrolável
Minhas entranhas reagem delirantes
Agora estou completamente dominada
O líquido quente jorra em profusão
Já não sei se é sonho
Mas ele me inquere
"Quem de nós começou?"
Eu então percebo
Que foi real
E concluo então
Começamos enquanto dormíamos...

5 comentários:

  1. Que lindo!!!
    Me deu até vontade de ir embora... rsrsrs
    Erica

    ResponderExcluir
  2. Ui!!! Intenso!! rs
    Fabrícia

    ResponderExcluir
  3. Amei, lindona!!!!!!!!!!
    Bjs!
    Vanusa

    ResponderExcluir
  4. Incrível como vc relatou o que já aconteceu comigo. E bárbaro. Bj.
    Sandra

    ResponderExcluir