sexta-feira, 30 de setembro de 2011

RECADO DE AMOR


Palavras não conseguem

Expressar o que sinto por você,

Versos curtos me impedem de dizer

Tudo o que sinto...

Sentimento novo,

Que invadiu minha alma.

Sou sua meu bem,

Somente sua!

Meu corpo só você toca,

Minha boca busca seu beijo,

Minha palavra preferida:

Seu nome!

Como anseio estar sempre com você...

Não duvide,

Pois meu melhor verso é seu,

Ninguém mais toca minha poesia...

Esse recado

Escrevi pra você,

Simplesmente porque minhas palavras são apenas suas...
video

terça-feira, 20 de setembro de 2011

LIGUE SEMPRE


Amor,


Ligue sempre...
Passe torpedos...
Fale comigo quando quiser...
Beije-me cada vez mais...
Sabe por quê?
Porque meu dia começa quando leio seu torpedo,
Minha manhã ganha sentido quando o celular toca e é você...
Minha tarde fica mais quente quando falamos sem pudor...
Meu sono chega tranquilo quando teclamos no MSN...

Amor,

Seja no torpedo, celular ou msn,
Esteja presente,
Porque te amo,
E gosto demais de saber que seu pensamento está em mim...

domingo, 11 de setembro de 2011

NAMORAR

Um abraço demorado
Um beijo molhado
Um olhar despreocupado
No hall da sala
Poder ligar a qualquer momento
A gente se vendo sem constrangimento
Isso é namorar
Ficar junto sem medo
Fazer do amor 
Nossa vida
Escolher a comida
Tomar conta do excesso da bebida
Fazer compras de vestido
Bermuda ou camisa
 Namorar é assim
Palavras doces sem medida
Falta de pudor compreendida
Planos para a vida
Namorar é assim
Eu pra você
E você pra mim...

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

CONFIANÇA


Como posso ter tanta certeza?
Faz tão pouco tempo!
Uma confiança audaciosa
Faz minha alma tranquila,
Porque palavras são fáceis de proferir
Atitudes, essas sim,
Provam a real intenção
E suas ações,
Confirmam minhas expectativas,
Cada vez mais a cada dia.
Nos seus olhos vejo 
A figura expressa do que é belo,
Nas suas mãos ágeis
Sinto-me  segura,
Mesmo quando distante
O seu cuidado me protege.
Ando assim:
Certa de querê-lo,
Com uma saudade,
Uma vontade dele,
Que desperta em mim
Mais que desejo,
Por mais um outro beijo.
Passo a passo,
Como brisa no fim de tarde,
Me entrego sem amarras
A esse gentil cavalheiro,
Que em meu coração
Entrou sorrateiro,
E fez morada desde então...

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

TEIMOSIA

           
        Um cansaço enorme se abateu sobre mim. Reunião complicada pela manhã, com gente difícil demais de conviver, não posso negar que de certa forma embates desse tipo ainda me afetam. Pessoas que insistem em mostrarem superioridade e, só participam de projetos caso as suas decisões sejam acatadas na íntegra.
        No horário do almoço, ainda tive que visitar o advogado e acompanhar minha irmã nas compras. Confesso que nem as vitrines prenderam minha atenção.
        Atendimentos, minha sala fervilhou a tarde, paralelamente enviava os emails necessários  e, ainda montava a primeira aula do curso de capacitação que vou ministrar na semana que vem. 
        Nunca foi boa em "chupar cana e assobiar ao mesmo tempo".  Findando a tarde, ao chegar em casa, com a energia se extinguindo, ainda fui fazer o relatório de envio da minha impressora que veio com defeito de fábrica. 
        Teimando com as necessidades de descanso do meu corpo, ainda trabalhei mais um pouco, analisando material de trabalho. Passa um pouco das vinte horas e meus olhos ardem de sono, meu estômago está enjoado e minha cabeça dói. 
        Preciso aprender a obedecer os sinais que meu corpo me mandam e, parar antes que chegue a exaustão. Quem sabe um dia ainda aprenda a controlar minha teimosia.

domingo, 4 de setembro de 2011

DOMINGO

     
        Tenho acordado cedo nos últimos dias, o sono anda meio descompassado. Neste domingo não foi diferente, acordei a tempo de tomar o café da manhã, um cheirinho gostoso vinha da cozinha e, atendendo ao chamado do olfato satisfiz meu paladar.
      Uma conversa solta com minha mãe e irmã iniciaram meu dia, ambas tranquilas, apesar da mamãe sempre usar esses momentos de encontro para falar de "falsos problemas", como por exemplo, a tv por assinatura. Aí minha irmã desperta e inicia uma conversa sobre inventário. Tudo bem resolver pendências em família, mas prefiro aproveitar essas nuances de calmaria para relaxar, mas há uma teimosia em não me deixarem. Estava tão gostoso os planos para visitar meus tios, Stelinha e Cininho, no início de outubro. 
        Nada me restou, a não ser ir tomar um banho quentinho, ligar o computador, ver meus emails, entrar no facebook, administrar a Cittyville e ligar para uma amiga combinando o horário para irmos ao chá de panela da Paula. 
        Aqui descrevendo minha manhã, não posso omitir que meu pensamento tem dono neste domingo, alguém que está tão perto e tão distante, paradoxo do espaço. 
        Agora passa do meio dia, vou preparar miojo com creme de leite, porque não estou com vontade de ir à restaurante, nem perder muitas horas na cozinha. 
        Não posso esquecer de checar se o celular está carregado, porque nesta tarde irei esperá-lo tocar, assim pretendo diminuir essa saudade doída que preciso ocultar.

sábado, 3 de setembro de 2011

ESPERA

Horas a fio
Olhando o relógio,
Pela manhã:
Tormento
Falta todo o dia,
A tarde:
Desalento
Ainda nenhuma notícia,
A noite
Cai tranquila,
Enquanto meu estômago
Revira de ansiedade,
Minhas mãos suam,
E meu coração,
É só aperto...
Como é difícil,
Essa tal espera!
Nada a fazer,
A não ser,
Aguardar o celular tocar...

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

AMOR LIVRE

O que é o amor?
Sentimento nobre
Por poucos vivido
Doce, ingênuo, tranquilo...
O beijo demorado,
O gesto despreocupado,
O cuidado com o outro,
Um simples bem querer,
Nada complicado.
O amor é assim,
Nosso amor é assim:
Felicidade de estar junto,
Apenas livres e juntos...
video